Trilha da Tocha Olímpica segue o curso do Rio São Francisco

Junto à corredeira da Panela dos Dourados, a trilha do Carmelo leva a um mirante.

  
  


A Tocha Olímpica começa esta sexta-feira (27/05) a passagem por Lagoa Grande, na margem esquerda do Rio São Francisco, no sertão de Pernambuco. O roteiro na caatinga contrasta com os parreirais da “Capital da Uva e do Vinho do Nordeste”, como a cidade é conhecida. Na terra do vinho sertanejo, a cultura da uva é a principal fonte de renda e, também, um de seus maiores atrativos turísticos.

A cada dois anos a cidade celebra um festival de vinho para divulgar a vinicultura local, com produção de cerca de sete milhões de litros da bebida. Cercada por fazendas e grandes trechos de caatinga, Lagoa Grande oferece os encantos do Sertão do São Francisco com suas belezas naturais e o rico artesanato de produtos em couro, madeira e pedra. As manifestações artísticas locais com os Reisados, Dança de São Gonçalo e pífanos encantam os visitantes.

A segunda parada do dia será em Santa Maria da Boa Vista, uma das cidades do Sertão do São Francisco que convidam o visitante à prática do ecoturismo. Trilhas, escaladas e caminhadas ecológicas estão entre as opções de entretenimento.

Junto à corredeira da Panela dos Dourados, a trilha do Carmelo leva a um mirante. No centro urbano, destacam-se casarios e igrejas seculares como a da padroeira, Nossa Senhora da Conceição, do século XIX. O município tem uma gastronomia rica em pratos à base de peixe como “piau” e “cari”.

De lá, a tocha segue para Orocó, uma boa opção de lazer com tradição e oportunidades de turismo ecológico, pesca artesanal, banhos e passeios de barco. Um percurso náutico revela pequenas corredeiras, rochas e espécies de aves típicas da região no município que reúne cerca de 60 ilhas de dimensões variadas.

Na arquitetura, destacam-se exemplares como a Igreja de São Félix e as ruínas da igreja da Ilha da Vila. Destaque também para a Roda D’Água, primeiro instrumento de irrigação do Vale do São Francisco. Outra dica é aproveitar a paisagem a partir do Mirante da Serra do Orocó.

A incursão do símbolo olímpico pelo sertão de Pernambuco termina em Cabrobó. A tradição indígena dos Kariris está refletida no artesanato e na gastronomia. Penas, barro, bucha, madeira, sementes, palha de milho são algumas das matérias primas.

Na gastronomia, a lista de pratos típicos da região é extensa: baião de dois (mistura de feijão de corda, arroz, carne de sol e queijo de coalho), paçoca (farofa feita com carne de sol e farinha de mandioca), bode assado e surubim. De sobremesa, doce de leite em barra e doce de batata doce.

Na outra margem do Velho Chico, em Paulo Afonso (BA), o fogo olímpico chega para pernoitar. Com sua história ligada ao processo de eletrificação no Brasil, Paulo Afonso tem no complexo hidrelétrico, que reúne lagos, quedas d´água e vegetação nativa, um dos seus grandes atrativos.

A cidade natal de Maria Bonita, oferece o roteiro Cangaço e Cânion, que inclui visita ao museu da companheira de Lampião e aos cânions do Rio São Francisco. Gastronomia regional, artesanato e passeios na Serra do Umbuzeiro, com formações rochosas, grutas e pinturas rupestres; e no Raso da Catarina completam o passeio.

- Investimentos

O Ministério do Turismo investe na infraestrutura dos destinos brasileiros com o objetivo de melhorar a experiência dos moradores e turistas que visitam nosso país. O Estado de Pernambuco já recebeu mais de R$ 431 milhões em repasses da Pasta para obras de sinalização turística, urbanização, construção de praças, entre outras. Já na Bahia são mais de R$ 470 milhões investidos em obras de sinalização turística, implantação de ciclovias, construção de praças, entre outras.

- Revezamento em Pernambuco

A chama olímpica passará por 15 cidades pernambucanas. Para mais informações sobre o tour em Pernambuco e pelo Brasil, o Ministério do Turismo produziu um mapa interativo com roteiros e imagens dos destinos. Diariamente, a Agência de Notícias do Turismo produz matérias a respeito do revezamento e dicas dos destinos por onde a tocha irá passar. No Twitter (@mturismo), o internauta pode acompanhar diariamente a cobertura do revezamento em tempo real.

Visite: www.revistaecotour.tur.br

Fonte: Ministerio do Turismo

  
  

Publicado por em